quem sou?

Minha foto
Cigarros e café, calmo e agressivo que acaba empaticamente apático. No inverno se sente bem e olhando para o oceano sabe que nada mal pode acontecer.

segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

Asperger

É um salão imenso, mas com o teto baixo e inteiro branco, paredes, chão, portas, tudo branco.
A sua mobília se resume em um lápis e uma borracha, não há móveis, sem tv, sem sofás, sem geladeira, sem fogão, sem pia, sem privada, sem torneiras, sem camas, cheio de nada.

Apenas ele e o imenso salão branco

Ele desenha no teto,
escreve teses científicas no chão,
poemas na parede direita,
contos na parede esquerda,
canções na parede sul,
idéias na parede norte.

Existem apenas duas janelas onde as vezes ele olha as pessoas passando, e através das janelas ele interage com algumas delas, as observou por tanto tempo que acena, sorri, encara, disfarça, mas simplesmente não sente nada por elas, nada por alguém, interesse algum, sentimento nenhum, age como se fosse um espelho, as imitando.

Ele é feliz, simples e só quer um lápis, uma borracha e alguma coisa pra rabiscar, mas tudo o que faz é complexo, toda a sua criação é demais para compreenderem e por isso todos o temem e falam que é louco e que precisa de um médico.....

Nenhum comentário: